Calma, não é mais um filme de zumbi

Oi lindos, esse final de semana, depois de muito sofrer no site do festival de cinema do Rio, que é uma bosta e não te da as informações que você precisa, de modo que você tem que ficar com 3 abas abertas no seu carregador se quiser ver dia, horários, local e sinopse do filme ao mesmo tempo, eu resolvi pegar meus produtos da apple, colocar um vestido de bolinha com um converse cano médio estampa assinada por algum designer, passar no starbucks pra tomar um café de 30 reais e prestigiar o festival.

O filme escolhido foi Contágio e pela primeira vez na história desse blog vamos falar de uma coisa antes dela estreiar no cinema, já que meu hype ainda não me leva a pré estreias e mesmo se levasse pré estreia de filme nacional eu passo (a não ser que seja open bar, aqueles paunocu). Quero deixar bem claro também que eu não só paguei a entrada como paguei INTEIRA de modo que isso não é post pago e eu não estou enchendo a bunda de dinheiro. O lado bom de não ser post pago é poder falar mal a vontade, de como o festival é mal organizado, e como eles dizem que o ingresso está disponível online apenas pra no final da compra eles avisarem que acabou, de como nego é paunocu e faz fila pra assistir filme ruim e de como eu não pude sentar no lugar que eu queria porque duas bichinhas alegaram que o lugar estava ocupado MESMO NÃO TENDO NADA PARA SINALIZAR DE QUE ALGUÉM EM ALGUMA ÉPOCA HAVIA SENTADO ALI JÁ QUE ELES NÃO SE DERAM NEM AO TRABALHO DE ABAIXAR O ASSENTO DA CADEIRA mas eu não quis arrumar confusão pra não ser acusada de homofobia já que não se pode nem pisar no pé do vinhado no metrô lotado que já configura homofobia, você que se vire pra levitar.

ia ser Epidemia, mas como já tinha filme com esse nome teve que ser contágio mesmo.

Bom, o filme é basicamente um filme de zumbi só que no lugar de virar zumbi a pessoa morre mesmo. O que chama a atenção nesse filme é o elenco que conta com grandes nomes do cinema e eu acho um milagre que o Ryan Gosling não esteja entre eles já que ele anda aloka de hollywood e deve estar com uns 3 ou 4 filmes em cartaz nesse momento.

Gwyneth Paltrow – Beth, uma mãe de família biscat que começa a espalhar a doença no universo graças a brilhante ideia de ir para um cassino. O que mais impressiona é o tamanho do cache que devem ter dado pra ela topar aparecer mais feia que briga de foice entre Regina Cazé e Susan Boyler nessa cena do filme:

a smeagoalização da gwyneth. Mas pelo menos ela ta magra ne gent

 

 

 

 

Asiático avulso – garçom asiático avulso que leva a doença pra uma espécie de COHAB de Hong Kong.

 

 

 

 

Matt Damon– pai de familia que perde a mulher e o enteado e descobre que é corno mas em compensação é imune a doença e isso se chama lei da compensação. Fica louco do cu e resolve impedir a filha de dar uns pegas no vizinho com medo de perder ela também, mas o mais importante sobre o Matt Damon nesse filme é o tamanho dele e não estou falando de MALA:

Matt Damon is the new Val Kilmer

 

 

 

Grisson negro – É um médico que caga tudo quando da informações privilegiadas sobre a epidemia pra peguete que conta pra melhor amiga e daí sabe como é mulher ne. Tem a frase mais sincera da história do cinema : “DROGA!Ele vai publicar o artigo.”

 

 

 

Jude Law – Blogueiro escroto e extremamente forçado já que todo mundo sabe que antes de ser blogueiro e escroto a pessoa tem que ser gorda. Acho bonito o Jude Law estar trabalhando mesmo com câncer porque essa careca dele já passou do nível calvice para o nível quimioterapia.

Marion Cotillinda – Epidemiologista sequestrada pela galere da COHAB pra ser trocada por vacina. Tá no filme só pra ser linda, íntegra e nos fazer morrer de inveja dela conseguir ser linda mesmo com cabelo curto e enrolado.

 

 

 

Kate Winslet – É mandada pra Chigago pra tentar resolver o problema mas acaba virando um problema. Ta lá só pra sambar na sua cara sendo linda mesmo dentro do saco preto enquanto você pega uma gripe e já vira a noiva de chuck.

 

 

 

Pai da Mônica – pesquisador que continua pesquisando sobre a doença mesmo não tendo infra estrutura para tal parece até os laboratórios brasileiros.

 

 

 

Cara de Breaking Bad – Oficial de justiça qualquer coisa que ta no filme só pra fazer uns contatos e arrumar uns papeis em filme quando o seriado acabar

Bom, morre muita gente no filme e como todo filme que morre muita gente não tem como ser ruim né. Recomendo especialmente pra quem for profissional da área de saúde (medicina ou pesquisa)  porque o filme é de uma sinceridade que chega a emocionar. O filme tem todos aqueles clichês de filme de zumbi, gente entrando em pânico, assaltando loja, fazendo de tudo pra tentar sobreviver etc.

Fora isso a melhor parte foi que no meio do filme a luz do cinema acabou e ISSO SIM É CINEMA 3D. Já pensou que loco o filme acaba nessa vibe de PUTA QUE PARIU O PESSOAL DO CINEMA TAVA DOENTE E MORREU E PAROU DE PASSAR O FILME TODOS NOS VAMOS MORRER.

Anúncios

Sobre camilarpias

Sou só uma garota que espera ansiosamente que os zumbis destruam a Terra. Enquanto isso não acontece eu escrevo aqui.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

4 respostas a Calma, não é mais um filme de zumbi

  1. fabíola diz:

    matt embarangou aos 40 e mesmo assim tá pegável e a gente que nem 30 tem e já está nesse estado?

  2. Teve uma ação bem legal pra promover esse filme, era um outdoor de bactérias.

  3. anna diz:

    GRISSON NEGRO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  4. Gwyneth Paltrow é zumbi e cotinua magra. A gente é humana e continua gorda. Nau tá fácio!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s